Atualização de séries !

Primeiramente, quero dizer que finalmente assisti a primeira temporada de “The Big Bang Theory”. Depois de ver um episódio da série (a muito tempo atrás), vi que a série era bem ruinzinha. Porém, por ironia do destino, o tal episódio que eu vi, realmente era o pior da temporada. E por grandes elogios a essa segunda temporada, tomei uma atitude drástica (e sem sentido) de ver toda a série. Muito boa, viu, mesmo. Na verdade, grande parcela dos episódios são beeeem sem graça, daqueles que tiram no máximo uma risada. Mas os outros são tão engraçados, que compensam os fracos.
Sheldon de longe é o mais engraçado, e o destaque completo da série. Mas quero colocar em evidência, o Raj. Cara, como eu rio dele. Quando todo mundo sai da casa, e vemos que ele ainda está lá, na cozinha, sozinho, comendo um sanduíche, deu pra morrer de rir. Chega ! Parabéns a série, só isso basta.

*


Falando nisso, já vi os três episódios da segunda temporada. Bem brevemente : O primeiro é muito bom, e é muito engraçado quando o Sheldon, por mínimas coisas, faz uma tempestade no copo d’água. Incrível. O segundo foi muito bom também, mas eu esperava muito mais, depois de ver os amigos fantasiados. E o terceiro, putz, pra mim, o melhor da temporada, e quem sabe, até mesmo o melhor da série. Penny viciada ? S-E-N-S-A-C-I-O-N-A-L !

*


Gossip Girl (2×06) : New Haven Can Wait – Pela foto dá pra ver que a coisa pegou fogo neste episódio. E realmente, pegou mesmo. O clima de mudança em séries com temas já definidos, me alegra muito. E nesse episódio, todos vão as faculdades “definirem” o seu futuro.
Primeiro, que vontade de prender a Serena pra Blair bater. Nossa, fiquei com um ódio (bom) dela. Destruir o sonho da pobre B., isso não se faz S.. E falando em bater, achei a briga das duas tão, mas tão tosca, que até que ficou bom.
Segundo, a trama do Dan/Nate/Chuck foi a melhor do episódio. Adorei o Chuck dizendo que os garotos tão nas mãos dele agora. Êta minino esperto.
O resto, foi resto. Jenny querendo estudar em casa com Vanessa. Lilly mais como uma “figurante participativa” sem história pra contar. E pronto, um ótimo episódio.
Nota —> 9,0

*


Chuck (2×03) : Chuck V.S The Break Up – Cada dia mais Chuck se mostra uma série bem mais desenvolvida. Só uma coisa lamento, as chances de ser cancelada estão bem grandes. Por isso, temos que aproveitar cada minuto dessa deliciosa série.
Com a volta de Bryce, a “relação” de Chuck e Sarah é abalada. E a missão do episódio era pegar um chip de um milionário. Enquanto isso na Buy More, um time de valentões entram e não saem mais da loja, e a missão de tira-los de lá, é de Morgan.
Boas cenas de comédia, principalmente a Anna lutando com o Mitt, e aí o Cassey ligando pra general e dizendo que tem uma nova agente de campo. E também de ação, óbvio. E também, emoção, porque foi triste ver o Chuck “terminando” com a Sarah. E só pra constar, mais uma vez o Bryce arma para o Chuck, e deixa uns óculos lá para o rapaz, que usa e…atualiza o Intersect.
Nota do Episódio : 8,5

*

Acho que por hoje é isso.
Estou a espera do quarto de TBBT, e também tenho que ver True Blood, Fringe e Smallville.

Beijos, Abraços e Até Mais !

A Blair de "Gossip Girl" vai lançar álbum

Primeiro, gostaria de dar às boas-vindas à Karen e à Paula, nossas novas colaboradoras. Fiquem à vontade, a casa é de vocês! E que nossa parceria seja de muito sucesso!

Mas, voltando ao assunto do post: depois de Hayden Panettiere, é a vez de outra estrela das séries lançar um CD.

Leighton Meester, a Blair de “Gossip Girl”, virou cantora. Sim, a morena vai abandonar os shoppings de Upper East Side por um tempo para se dedicar à carreira musical.

Durante os intervalos de gravação da série, Leighton estará no estúdio.

– É muito legal, porque o processo de criação é completamente diferente. Eu sempre fiz música – e só agora eu tenho oportunidade de fazer um álbum e planejar seu lançamento, comentou.


http://estrelando.uol.com.br/interna/interna_32563.htm

Kristen Bell protagonizará comédia romântica

A atriz estadunidense Kristen Bell, a ex-estrela da série televisiva “Veronica Mars”, assinou com a Disney sua participação em “When In Rome”, cujo diretor será Mark Steven Johnson. Depois de dois fracassados filmes de super-heróis, “Demolidor – O Homem Sem Medo” e “Motoqueiro Fantasma”, Johnson decidiu então mudar de gênero e fazer uma comédia romântica.
Bell será a protagonista do longa que terá o roteiro escrito também por Johnson. O filme conta a história de uma agente imobiliária com uma carreira bem sucedida, mas que não consegue manter um namoro duradouro. Ela viaja até Roma para a cerimônia de casamento de sua irmã, que decidiu casar impulsivamente. Após pegar algumas moedas em uma famosa “fonte do amor”, a personagem de Bell passa a ser perseguida por vários pretendentes ao voltar para casa.

Segundo a Variety, as filmagens se iniciam em 31 de março nas duas cidades onde se passa a história, Roma e Nova York. Atualmente, Bell pode ser vista na outra série de TV “Gossip Girl”. Ano passado, a atriz participou do seriado “Heroes” e ainda aparecerá nas telas de cinema com as comédias “Fanboys” e “Forgetting Sarah Marshall”.


http://www.cinemacomrapadura.com.br/noticias/10227/kristen_bell_protagonizara_comedia_romantica

Chuck, de ‘Gossip Girl’, sobre o último episódio inédito: "Tudo vai ser jogado no ventilador"

“Gossip Girl” exibe seu último episódio inédito nesta quinta-feira nos Estados Unidos. A temporada foi interrompida pela greve dos roteiristas de Hollywood, que já dura dois meses e não tem previsão para terminar.

Este episódio de retorno foi considerado pela TV Guide como o melhor de todos e promete sacudir o mundinho dos ricos garotos nova-iorquinos – especialmente o da Blair.

Está pronto? É Ed Westwick, o bad boy Chuck, quem define o novo episódio: “É meio que um clímax porque tudo está prestes a explodir. Existe a briga entre Nate e Chuck, Blair tem um colapso. Tudo vai ser jogado no ventilador”.

O mundo da Blair vai virar de cabeça para baixo. Ela é realmente o foco da trama.
Pois é, acho que todo mundo já viu no episódio anterior que ela é controladora e isso vale para todos os aspectos da vida dela. Nesse episódio, ela vai perder tudo. As coisas estão totalmente fora do controle para ela, que vai lutar para lidar com isso. Mas Serena vem ajudá-la e a convence a ficar.

Você acha que Nate e Chuck vão se reconciliar algum dia?
Não faço idéia. Quem sabe o que os roteiristas vão decidir, quando voltarem ao trabalho. Existe esse relacionamento, essa história de dois melhores amigos e sempre há a possibilidade de eles retomarem essa amizade, mas Chuck não fez exatamente uma coisa fácil de perdoar [ao dormir com Blair].

O que você mais gosta ao interpretar o Chuck?
Das múltiplas camadas. Ele tem esse lado obscuro que rende um ângulo interessante, pois os outros personagens da série são mais legais e o Chuck tem esse lado demoníaco, malvado. Mas nós vimos que ele também consegue ajudar outras pessoas e depois voltar ao seu jeito habitual, mantendo o caso amoroso com a Blair. Ele está realmente apaixonado, acredita que ela é a mulher da vida dele. Acho que nós vimos apenas uma pequena parte do que o Chuck realmente é.

É bom ver esse lado vulnerável dele em relação à Blair. Fazer com que ele demonstre seus sentimentos e tenha ciúmes…
Era necessário. É bom misturar as coisas. Isso só o torna mais interessante e ajuda a melhorar a história.

Você gostaria de ver Chuck e Blair juntos novamente?
Talvez. As pessoas sempre dizem que os opostos se atraem, mas nesse caso, os dois são bem parecidos. Ele está mais atraído por ela do que ela por ele. Colocar dois personagens como esses juntos e ver se eles têm química pode fornecer um entretenimento muito, muito interessante.

Você é bastante reconhecido nas ruas agora?
No momento eu estou em casa, em Londres, e já fui reconhecido aqui, o que é estranho. Mas em Nova York, as pessoas chegam e me falam que gostam da série. Isso é ótimo porque significa que as pessoas estão assistindo e que estou fazendo um bom trabalho. É muito bom fazer parte de um sucesso. A série ainda nem estreou aqui ainda [em Londres], mas as pessoas já a conhecem.

Os atores saem juntos depois das gravações?
Sim. Para mim, em particular, que me mudei para os Estados Unidos e não tinha muitos amigos, foi importante me enturmar com o elenco e com as pessoas que conheci por meio deles. Eu estava aberto a fazer novos amigos e, felizmente, eu trabalho com uma grande quantidade de pessoas e nós realmente nos damos bem – sem dúvida eu fiz amizades que vão durar a vida inteira.

Esse foi o último episódio inédito, por causa da greve [dos roteiristas de Hollywood]. Você foi a algum piquete?
Não. Nós terminamos de gravar em dezembro, então fiquei curtindo os feriados de fim de ano. É tudo o que dá para fazer num momento como esse. É frustrante porque a série vem ganhando força, mas é preciso aproveitar – ver os amigos, a família, sair de férias – e torcer para que possamos voltar ao trabalho. Não é nada preocupante.


http://tv.globo.com/Entretenimento/Tv/Noticia/0,,AA1668569-7175,00-CHUCK+DE+GOSSIP+GIRL+SOBRE+O+ULTIMO+INEDITO+DA+TEMPORADA+TUDO+VAI+SER+JOGAD.html