William Petersen ganha estrela na Calçada da Fama

William Petersen, que saiu de seu papel no drama da CBS em janeiro, foi a 2379ª estrela na Calçada da Fama de Hollywood.
“Nunca considerei algo como isso acontecer”, diz Petersen. “Sempre foi um trabalho depois do outro, tentando fazer um bom trabalho. Quem não estaria feliz com isso? Então chegar a esse tipo de coisa… através dos anos passei a apreciar o trabalho que é feito aqui e como todos trabalham duro. Há coisa melhor do que estar na mesma rua que Jack Benny, Bob Hope e Jerry Lewis?”
Petersen teve a companhia de seus colegas Marg Helgenberger (que fez o discurso para ele), George Eads, Jorja Fox, Eric Szmanda e Robert David Hall.
Sobre a vida pós-CSI, ele diz: “É calma. Minha esposa e eu conseguimos tirar férias há duas semanas. Foi maravilhoso, mas sinto falta de todos. Ainda vou estar lá o máximo que puder porque eles são meus amigos”.
Sobre o retorno de Grissom, Petersen não descarta, mas não acontecerá num futuro imediato.
“Pode ser bom aparecer como o personagem de novo, então faria isso”, diz ele.

Gary Dourdan, que fazia o CSI Warrick Brown, chegou atrasado à premiação, mas não deixou de comparecer.

Fontes: ETOnline, CSIBrasil

Vídeo e fotos do evento:

Marg “Willows” Helgenberger fez o discurso para Billy



E no final o tradicional selinho entre eles:

Billi conversa com Gary, que chegou atrasado ao evento.
Créditos das fotos:
Margamania
CSI Brasil Gallery

Solteira na série e também na vida real


A estrela de CSI, Marg Helgenberger celebrou seu 50° aniversário com um presente muito especial para si mesma, sua própria casa!
A atriz ganhadora do Emmy – que interpreta a investigadora forense Catherine Willows no drama da CBS – se mudou da casa que dividia com o marido de muitos anos, o ator Alan Rosenberg, para começar uma nova vida.
“Marg não tem estado feliz por um longo tempo, e quando seus 50 anos se aproximaram, ela finalmente disse a Alan que queria iniciar a segunda metade de sua vida sozinha”, um amigo muito próximo da família disse ao ENQUIRER.
Ela saiu da linda casa que eles dividiram por muitos anos em Santa Monica e se mudou para uma mansão muito maior perto do Coutry Club de Brentwood.
“Marg é dona de ambas as casas, mas está deixando que Alan fique na casa antiga enquanto eles decidem como resolver o próximo estágio de seu casamento”.
A atriz – que completou 50 anos em 16 de novembro – e Alan, 56, estão casados desde 1989. Eles têm um filho que completou 18 anos em 21 de outubro.
Eles se conheceram em 1984 enquanto contracenavam em Ryan’s Hope. Marg ganhou um Emmy pela atuaçao no drama sobre a guerra do Vietnam China Beach. Alan estrelou em diversas séries de TV, inclusive L.A. Law e Cybill, e atualmente é presidente do Sindicato dos Atores (SAG).
Mas enquanto suas carreiras decolavam eles se distanciavam, disse o amigo.
“Marg acordou um dia e finalmente percebeu que eles não tinham nada em comum”, acrescentou o amigo.
“Marg e Alan amam seu filho e querem minimizar o trauma que a separação pode causar a ele. Eles são pais excelentes, mas simplesmente chegaram à decisão de que suas vidas juntos não estavam mais funcionando”
Enquanto isso, Marg está tão focada em fazer uma transição suave para o bem de seu filho que o casal ainda nem falou com advogados ainda, disse a fonte.
“Deixar Alan foi a decisão mais difícil que Marg já teve que tomar”, disse o amigo. “Mas agora que está feito, ela espera que eles possam continuar amigos”.

Fonte: National Enquirer

Pra quem não conhece ou não lembra, esse é (era) o marido da Marg:

Comentário em off: se isso for verdade ela realmente é uma ÓTIMA atriz, porque até um mês atrás eles pareciam tão apaixonados… Mas vai saber o que acontece com o coração das pessoas… e, cá entre nós, ela pode mesmo arrumar alguém mais bonitinho…

Primeiro olhar sobre Raymond Langston

CSI logo fechará a porta para Gil Grissom e abrirá para o novo membro do time, o patologista Dr. Raymond Langston.

****CONTÉM SPOILERS****

CSI logo trocará de rostos. Do amado Chefe de Departamento Gil Grissom para um conhecido patologista Dr. Raymond Langston. Um primeiro olhar em Lawrence Fishburne como Langston foi divulgado através de algumas fotos e de um vídeo promocional para o episódio 9 da nona temporada entitulado “19 Down” onde Langston fará sua primeira aparição.

A troca foi explicada como a despedida de William Petersen da série depois de 9 temporadas interpretando Grissom. A introdução de Langston na série se dará quando Grissom secretamente se juntar à classe de Langston para ter acesso a um infame serial killer, o episódio irá ao ar nos Estados Unidos em 11 de dezembro.

Sobre a caracterização de Langston, a CBS explicou préviamente que “Seu objetivo é entender o comportamento criminal, como e porque pessoas cometem atos de violência – tendências que, perturbadamente, vê em si próprio. Durante uma investigação de assassinato, ele terá contato com o time de CSI’s e acaba se juntando ao Laboratório Criminal de Las Vegas como CSI nível 1”.

Petersen partirá no começo de janeiro de 2009, no meio da nona temporada. Em uma pesquisa conduzida pela AOL, mostra que os telespectadores não são a favor da saída de Grissom. 37% dos pesquisados disseram que eles deixariam de assistir assim que Petersen partir enquanto que outros 41% disseram que dependeria de quão bom Lawrence Fishburne será na série.

Fonte: http://www.aceshowbiz.com/news/view/00020092.html

Fãs de ‘CSI’ vão largar programa após saída de protagonista

O drama criminal CSI: Crime Scene Investigation é um dos programas de TV mais assistidos nos Estados Unidos, porém mais de um terço dos telespectadores disse que não vão mais assistir à série depois da saída do protagonista William Petersen, de acordo com uma pesquisa online divulgada nesta sexta-feira.

Segundo a mesma pesquisa, as novas versões de Barrados no Baile e Knight Rider foram consideradas as estréias mais decepcionantes da TV norte-americana.

A sondagem, feita pelo canal de televisão da AOL, mostrou que a nova temporada de 24 horas é a que mais gera expectativa para o ano que vem, com 28% dos votos. Logo atrás, vem a nova rodada de American Idol, que estréia em janeiro – o programa é o mais assistido da TV norte-americana nos últimos quatro anos.

CSI está no ar há oito anos e é, atualmente, o drama mais bem avaliado da TV norte-americana, com uma média de 21 milhões de telespectadores semanais.

Mas 37% dos telespectadores que responderam à pesquisa disseram que não assistirão ao programa depois que Petersen, que interpreta o supervisor Gil Grissom, deixar a série no meio da temporada. Já 41% dos fãs do programa disseram que só vão decidir depois de conferir a performance do substituto, Laurence Fishburne.

A audiência dos programas dramáticos caiu nos últimos meses, parcialmente devido ao interesse pelas eleições norte-americanas e à greve de roteiristas de Hollywood, que durou 14 semanas. A greve foi responsável pela interrupção de programas populares e reduziu a quantidade de estréias.

Cerca de 49% dos telespectadores que responderam à pesquisa da AOL disseram ter descoberto novos programas na TV a cabo graças à greve, enquanto 23% disseram que preferem praticar ioga, alugar DVDs ou brincar com jogos de computador ou videogame, como o Guitar Hero.

No entanto, 28% disseram que sequer ficaram sabendo da greve de roteiristas.

Mais de 600 mil votos foram computados pela pesquisa, que foi de 29 de outubro a 13 de novembro.

Fonte: Terra

Marg fala sobre as mudanças em CSI para a TV Guide Francesa

Como você faz para interpretar uma sedutora CSI no meio das investigações sangrentas?
Estou nun universo de homens, onde tenho que demonstrar competência, inteligência e sedução. Para mim, é primordial preservar essa parte de feminilidade.

Depois da estréia da série, há nove anos, você mudou?
Sou mais descontraída, muito mais zen que na estréia. Ganhei em maturidade e seleciono minhas prioridades, meu papel de mãe, por exemplo.

Você completou 50 anos, qual sua idade de espírito?
Tenho a impressão de ter mais vida para trás do que pela frente. Quando comecei em CSI meu filho tinha 9 anos, hoje tem 18, o que me permite medir o tempo que já passou…

Seu filho Hugh saiu de casa?
Isso também, é muito difícil, nem penso nisso. Tenho saudades e acho que ele não telefona o suficiente.

Na série também você tem que encarar a partida de alguém: William Petersen (Grissom)…
Quando penso sobre isso, ainda fico emocionada. Faz oito anos que trabalhamos juntos. Perdi um verdadeiro parceiro. Quando o abracei na última cena, ele me fez prometer que ia assisti-lo na peça em que ele está em cartaz atualmente em Chicago. E é claro que vou cumprir minha promessa.

É uma separação definitiva?
Não, já sei que ele volta para o 200° episódio. E sinto que vamos trabalhar juntos de novo de alguma maneira. Somos verdadeiros amigos na vida, partilhamos as mesmas convicções e opiniões…

E como é sua interação com Laurence Fishburne (o substituto de William Petersen)?
É um ator excepcional . Tenho muito prazer em contracenar com ele… E pode ter certeza, poderia concentrar toda minha energia nessa série durante os próximos dez anos! (Sorri).

Fonte: TV Guide Francesa

Tradução: Bru do CSI Brasil

Com a palavra, a blogueira: Galera, desculpa a demora pra atualizar an news de CSI, é que eu fiquei sem PC essas últimas semanas. Mas prometo que vou recuperar o tempo (e as notícias) perdido…

Laurence Fishburne Chega à Las Vegas

Como a maioria deve saber, Laurence Fishburne, mais conhecido como Morpheus em Matrix, vai se juntar ao elenco de CSI, preenchendo o grande espaço deixado pela partida de William Petersen.
Estreando no nono episódio nesta temporada, o ator interpretará Raymond Langston, um professor universitárioi que ensina criminalística. Um ex legista, o personagem tem um interesse dinâmico em comportamento criminoso e o que leva as pessoas a cometer atos violentos.
“Estou muito contente e encantado em me juntar ao elenco de CSI”, disse Fishburne, no anúncio oficial da CBS. “Estou ansioso por uma colaboração maravilhosa com o criativo e talentoso time de um show tão diferente bem sucedido”.
Os produtores escolheram apresentar o ator ao show antes de Petersen sair, então o personagem de Fishburne (também conhecido como “O Professor”), irá trabalhar com Grissom antes que ele deixe o show no meio da temporada.
“Isso está sendo preparado a meses”, disse a produtora executiva Carol Mendelsohn. “Estávamos conversando sobre o personagem que queríamos criar e procurando o ator dos sonhos, que é Laurence Fishburne”.
O que sabemos: O personagem de Laurence Fishburne irá se juntar ao LVPD como um CSI nível 1, respondendo a Catherine Willows e Nick Stokes, que estão supervisionando o turno da noite depois da saída de Grissom. Um professor universitário com experiência em pesquisa em patologia, Raymond Langston (ou “O Professor”, como é conhecido entre os roteiristas) uma vez trabalhou em um hospital onde os pacientes começaram a ser assasinados, mas foi expulso da comunidade médica após expor o assassino como um doutor que matava pacientes com o cromossomo XYY, ou “gene criminoso”. Ele se envolve com os CSIs de Las Vegas após trabalhar em um caso com Gil Grissom.

Em suas próprias palavras: “A coisa mais importante para mim é lembrar que não se deve confundir minha presença com o evento. O evento é o show. O evento é CSI. Todos têm uma responsabilidade em trazer seus talentos únicos e dons e é isso o que eu vou fazer. Vou entrar nisso com a atitude mais positiva que puder. Estou vindo trabalhar com pessoas que são maravilhosas, que têm feito ótima TV por nove anos. Isso é um presente. Tudo o que posso dizer é que estou pronto para começar.”

As palavras oficiais: “A CBS nos perguntou, ‘Quem está no topo da sua lista dos sonhos?’, sem hesitar, dissemos Laurence Fishburne. Ele é um ator poderoso e intenso, com um alcance incrível. Se você pegar a essência de CSI, será colaboração – estamos ansiosos em colaborar com o Sr. Fishburne. Para todos nós em CSI, isso é um verdadeiro sonho”.
-Carol Mendelsohn e Naren Shankar, produtores executivos de CSI.

Fonte: CSIBrasil

William Petersen grava sua despedida da série CSI


No episódio de seriado CSI que foi ao ar na última quinta-feira, nos Estados Unidos, Gil Grissom (William Petersen) deu a primeira dica de sua saída da série.

O ator já gravou a cena final, em que Grissom sai andando do laboratório que comandou por nove anos, na presença de toda sua equipe, inclusive Sara (Jorja Fox), que já deixou a série.

Quem descreve essa ultima cena de Petersen é o produtor-executivo de CSI, Naren Shankar, em entrevista com a imprensa internacional. “Foi emocionante”, disse ele.

Shankar e Carol Mendelsohn, também produtora-executiva da série, afirmam que Grissom e “insubstituível”. Porém, com a saída de Petersen e de Gary Dourdain, o Warrick, o laboratório ficou desfalcado. Catherine (Marg Helgenberg) será a chefe.

No 3º episódio, Lauren Lee Smith (L Word) chega como Riley, CSI nível 2. O grande nome da transição é Laurence Fishburne (Apocalypse Now, Matrix e Sobre Meninos e Lobos). Ele será o dr. Langston, CSI nível 1. “Laurence foi o primeiro nome em que pensamos”, fala Carol.

Petersen já confirmou sua participação especial no 200º episódio da série. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Fonte: Yahoo!

Esquecendo Sara Sidle


Desde que a sensual dominatrix Lady Heather apareceu pela primeira vez em CSI em 2001, ela não tem sido estranha ao perigo. Viu seus funcionários e sua filha assassinados, e quase foi morta por um cliente realizando fantasias mórbidas. Todas as vezes, Grissom (William Petersen) veio ao seu resgate, elevando as esperanças dos telespectadores de que o improvável par – que tem química suficiente para causar um incêndio – vai finalmente parar de ficar se rodiando e pegar os chicotes. Mas quando Melinda Clarke retorna em 6 de novembro, os papéis estão invertidos. Prepare-se para ver Heather salvar Grissom.

“Ela está em uma boa situação agora que fez algumas mudanças em sua vida”, diz Clarke. “E não veremos mais necessariamente Lady Heather como uma dominatrix”.

Assassinatos envolvendo SM levam Grissom de volta a Heather. “Acho que ela provavelmente é um dos pontos mais baixos da vida dele – pessoalmente e profissionalmente”, diz Clarke. “Ele vem até Lady Heather para pedir ajuda em um caso, mas ela questiona se ele está ali pelo caso ou por ele mesmo. Ela está ajudando com o assassinato, mas diz, ‘Você não precisa de mim para isso. Porque realmente você está aqui?’””

Para Clarke, que aparecerá em uma história de três episódios em Eli Stone, explorar o relacionamento entre Heather e Grissom nos últimos sete anos, tem sido um sonho se tornando realidade. “Heather, para mim, é aquela mulher que está tão evoluída e tão bem em sua própria pele – ela é a versão feminina dele”.

Mas a saída de Petersen do show pode por um fim a suas participações regulares, pelo menos por enquanto. “Não parece certo ter Lady Heather lá sem o Grissom”, diz Clarke. “Acho que eles foram feitos um para o outro porque se balanceiam e é satisfatório para os telespectadores e e frustrante ao mesmo tempo. Este é um episódio interessante porque é todo sobre o que não é dito. Eles são verdadeiros amigos, mas talvez ele esteja querendo algo mais dela”.

Para a produtora executiva Carol Mendelsohn, tem sido fascinante explorar a química entre Heather e Grissom. “O conhecimento do comportamento humano de Lady Heather tem sempre sido um complemento interessante para o conhecimento enciclopédico de Grissom sobre ciência forense”, diz ela. “Os dois personagens se sentem a vontade um com o outro e têm um íntimo respeito mútuo. Em um mundo diferente – um sem Sara Sidle – Lady Heather e Grissom podem terminar juntos”.

E sobre Sara (Jorja Fox)? Clarke hesita em dizer que seu episódio vá responder alguma pergunta sobre quem vai andar para o pôr do sol com Grissom. “Sara e Heather ainda são parte da vida dele e o episódio vai ser tocante para a audiência de muitas maneiras”, diz ela. “É definitivamente um episódio íntimo”.

Ela pensa que o CSI e a dominatrix foram feitos um para o outro? “Do meu ponto de vista, é claro. Por que não? Lady Heather não vai a lugar algum.” Clarke dá uma pausa. “É uma questão de o que o Grissom está compelido a fazer”.

Fonte: TV Guide

CSI: Conheça os últimos passos de Gil antes de sair


Sai William Petersen e entram duas participações bastante especiais. Além de, é claro, Laurence Fishburne.

No dia 30 de outubro, o episódio de CSI exibido nos Estados Unidos terá a presença de Jason Lewis (o bonitão que já fez participações em House, Sex and the City e Brothers & Sisters) e Nicholas Turturro (de The King of Queens e 30 Rock).

As novidades não param por aí: antes de sair, Grissom recebe a visita de Lady Heather, no dia 6 de novembro, e pode extrapolar alguns limites com a dominatrix, magoando a namorada Sara Sidle.

No dia 20, ele passa por um de seus últimos desafios – precisa enfrentar novamente (e pela última vez) a assassina das miniaturas.

Fonte: Estrelando

CSI Las Vegas registra liderança isolada para a Record


O final das noites de sexta-feira tem dado motivos de alegria para a Record.

Além do bem sucedido Câmera Record ter fechado com 12 pontos de média e se isolando na segunda posição, o Ibope de CSI tem sido motivo para destaque.

A série policial, exibida das 00h27 às 01h20 registrou 11 pontos de média ocupando sozinha o primeiro lugar de audiência.

A Globo amargou a vice-liderança durante o período.

Fonte: Na Telinha