Once Upon A Time 1×01 – Piloto


Eu gosto de chamar o piloto da série de “Bem Vindos À Storybrooke”, mas acho que sou apenas eu. Enfim, vamos ao recap do piloto.

A série começa com o Príncipe Encantado cavalgando, desesperado, até chegar ao lugar onde a Branca de Neve está no caixão de vidro, ele lhe dá um beijo de despedida e ela acorda. Ah vá, vai me dizer que você já não sabia que isso ia acontecer?
A série começa no casamento da Branca de Neve com o Príncipe Encantado. A Rainha Má aparece, avisa de antemão que vai lançar a maldição e se manda. A imagem da Branca com o Príncipe aparece desenhada num livro que um garoto está lendo, dentro de um ônibus que vai para Boston.
Na cidade, conhecemos Emma, uma “caçadora” de fugitivos da lei. Ela está tentando pegar um desses caras e descobrimos que é aniversário dela. Ao fazer um pedido antes de apagar a vela, alguém toca a campainha. É o Henry, dizendo que é filho dela e a convence a levá-lo de volta para Storybrooke. No mundo dos contos de fadas, Branca de Neve e James discutem que precisam falar com um cara que detestam, Rumplestiltskin. No meio do caminho, Henry conta para ela sobre as histórias do livro e ela não acredita quando ele diz para ela que ela também está no livro.
Rumplestiltskin conta para Branca de Neve e James sobre a maldição da Bruxa Má e em troca, exige que Branca lhe diga o nome do bebê. Emma.
Ao chegar à cidade, Henry diz a Emma que vão vai dizer a Emma onde ele mora e ao parar no meio da rua, ela diz para ele que está cansada e ao olhar para a torre do relógio vê que são 8h15, Henry então lhe diz o relógio sempre marca esse horário, pois o tempo está congelado ele tenta novamente convencer Emma da maldição, mas o Dr. Archie Hopper aparece com seu dálmata. (Sim, é o Pongo, do 101 Dálmatas) e Henry diz para Emma que o Dr. Hopper, que é um psiquiatra, que ele é o Grilo Falante.
No mundo dos contos de fadas, há uma reunião com todos os personagens que você consiga lembrar-se de cabeça dos filmes da Disney e Gepetto diz que construirá um armário para proteger apenas uma pessoa contra a maldição.
Em Storybrooke, Emma entrega Henry à mãe, a Prefeita Regina Mills, que Henry jura ser a Bruxa Má dos contos de fada. Ela está acompanhada do Xerife da cidade. A prefeita logo tenta convencer Emma que é rigorosa por ser a prefeita e mãe solteira, mas que só deseja o que há de melhor para Henry. Ao contar sobre o livro, Regina diz que não sabe de nada. Ela sai da casa da prefeita e pega a estrada de volta para Boston, mas logo percebe que o livro do garoto está no carro. Antes que consiga chega à saída da cidade, Emma desvia de um lobo que está no meio da pista e bate o carro no poste de boas vindas à cidade.
Branca e James discutem sobre quem deve entrar no armário de Gepetto e ela percebe que o bebê, Emma, vai nascer. Do alto da torre do castelo, Zangado avisa que a maldição se aproxima.
Na manhã seguinte, Emma está na prisão, quando Regina entra dizendo que Henry sumiu novamente. Emma se propõe a ajudar a encontrá-lo, se Regina permitir que ela seja solta. Vasculhando o computador de Henry, ela descobre ele usou o cartão de Mary Margaret Blanchard, a professora da escola que deu o livro de conto de fadas para Henry. Quando Regina sai da sala, Mary conta pra Emma onde Henry possivelmente pode estar.
Branca de Neve está parindo e a Rainha se aproxima na carruagem, assim que Emma nasce, Gepetto diz que o armário está pronto e James sai com a bebê em um braço e uma espada na mão, numa cena SENSACIONAL, ele luta contra os guardas da rainha, coloca Emma dentro do armário, mas logo em seguida é morto por mais guardas. Um deles abre o armário, mas Emma não está mais lá dentro.
Emma encontra Henry num castelo velho de madeira, à beira do mar, diz que ele precisa voltar para a mãe e ele diz que Regina não o ama e que sua vida é horrível. Ela então tenta fazer com que ele veja a verdade e diz para ele que uma vida ruim é ser largado ainda bebê na beira da estrada e crescer em orfanatos. Emma então o leva de volta para Regina.
Branca de Neve percebe que James está morto tenta ressuscitá-lo com um beijo, quando a Rainha aparece, dizendo que aquele é o SEU final feliz. A Rainha então percebe que a maldição está funcionando e quando Branca pergunta para onde vão, a Rainha diz que é para um lugar horrível, onde apenas o seu final feliz é que conta.
Emma diz para Regina que desejou que não ficasse sozinha em seu aniversário e Regina garante à Emma que ela é mãe dele e que Emma não tem direito nenhum sobre o menino e a manda embora da cidade. Regina se apodera de uma forma muito estranha do livro e se olha no espelho, apreensiva.
Está anoitecendo, e Mary Margaret está depositando flores nas camas dos doentes do hospital, entra numa parte reservada do hospital onde dorme um rapaz. Henry está olhando a cidade pela janela e Emma aluga um quarto na hospedaria da Vovó, que estava brigando com sua neta antes dela aparecer. Quando Emma pega a chave do quarto e a Vovó lhe dá as boas vindas à cidade, o relógio funciona e Henry sorri.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s