House – Dying changes everything (S05E01) – comentários

Eu já não agüentava mais de tanta ansiedade para ver a nova temporada de House e saber o que iria acontecer com a amizade dele com o Wilson e todas as “pendências” da temporada anterior. Foi um bom episódio, muitas coisas aconteceram para dar início aos acontecimentos da nova temporada (que, quem lê tudo o que é spoiler, como eu, já sabe quais são).

Pois bem. Wilson tirou dois meses de férias após a morte de Amber e está de volta ao hospital e House evita de todas as formas se encontrar com ele. Até que Cuddy praticamente o obriga (na já famosa cena e que o cara em coma mexe a mão para segurar o copo de House – e eles pensaram que a gente nem notaria…).

Enquanto isso, aparece o caso de uma mulher que, de repente, começou a ver formigas andando por todo o seu corpo (o primeiro, de uma cadeia de sintomas que sempre se manifestam depois que o paciente chega ao hospital) – taí a desculpa perfeita para adiar, mais uma vez, o encontro com Wilson.


Durante a discussão dos sintomas e possíveis doenças que a paciente possa ter, House aproveita e conta para a equipe que 13 tem a doença de Huntington, o que ela nega para a equipe.

Enfim, House toma coragem e vai falar com Wilson, como se nada tivesse acontecido e descobre que o amigo voltou não para trabalhar, mas para juntar suas coisas, pois acabara de pedir demissão. House, claro, fica meio desesperado e não consegue lidar bem com isso, e tenta convencer Wilson a ficar das maneiras mais desastrosas possíveis. Até que resolve abandonar o caso até que ele fique.

A gente percebe que a relação deles não é mais a mesma – e dificilmente vai voltar a ser. Nem a terapia de casal feita por Cuddy gera algum resultado. House, então, começa a ver que Wilson está realmente muito magoado com ele – e simplesmente não sabe o que fazer.


Quando, ele junta forças e vai “se abrir” com Wilson, vem a melhor cena, em que Wilson, finalmente fala tudo o que House precisava ouvir há muito tempo e encerra o episódio:

House:
– Sinto muito. Sei que não tentei matá-la. Sei que não quis machucar. Sei que foi uma catástrofe.
Mas me sinto um lixo, e ela está morta por minha causa.

Wilson:
– Não culpo você. Queria culpar. Eu tentei. Devo ter revisto o arquivo com o caso da Amber umas cem vezes para achar um jeito, mas não foi sua culpa.

House:
– Então, estamos bem? Digo, sei que não está, mas talvez possa ajudar.

Wilson:
– Não estamos bem. Amber nunca foi a razão para eu querer partir. Não queria te contar porque… estava tentando, como sempre, te proteger, que é o problema.

Você espalha o sofrimento porque não pode sentir nada além disso. Manipula as pessoas pois não agüenta nenhum tipo de relacionamento. E eu permiti isso.

Por anos, os jogos, as farras, ligações de madrugada.

Deveria ter sido eu no ônibus, e não… Você devia estar sozinho no ônibus.

Se aprendi algo com ela, é que tenho que tomar conta de mim.

Não somos mais amigos, House. Não tenho certeza se já fomos.

9 opiniões sobre “House – Dying changes everything (S05E01) – comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s