As mentiras científicas de CSI

Nunca os vemos escrever relatórios, uma tarefa pesada e custosa, os resultados das provas de DNA saem em algumas horas e a identificação das impressões digitais, em alguns segundos. Estes são apenas alguns dos aspectos da série CSI que fazem parte da ficção, refere o site 20minutos.
Outros aspectos, como a gíria científica, o vocabulário utilizado, coincidem com a prática diária dos agentes que integram a Brigada da Polícia Científica Criminalista Forense de Valência, que promoveram recentemente um curso da área na Universidade Cardenal Herrera – CEU.

As provas guardam-se em caixas de papelão e não em sacos de plástico

Os instrumentos mais utilizados, “as ferramentas imprescindíveis”, são os cotonetes e as amostras de algodão, que “se guardam sempre em caixas de papelão”, não em plástico. Também são habituais entre os 65 agentes de Valência os muitos pares de luvas de látex que colocam assim que chegam à cena do crime.

A entrada do DNA nas investigações criminais revolucionou o trabalho policial e fez proliferar um grande conjunto de séries televisivas. A divulgação de algumas técnicas, no entanto, “não ajuda ao trabalho policial”, lamentaram os responsáveis científicos, que preferiram não ser identificados.

As inspeções aos locais de crime demoram de oito a dez horas

Os especialistas do Corpo Nacional da Polícia espanhola, tal como nas séries, podem analisar amostras de sangue, sêmen, pêlos, unhas, resto de ossos, saliva, que podem conter “células epiteliais da boca’ com “carga nuclear” de DNA.

As inspeções aos locais podem demorar horas porque, na vida real, não podem levar, por exemplo, uma porta para ser analisada, a análise tem que ser feita no local. As investigações em casos de homicídio chegam a durar entre oito e dez horas, mas demora menos em caso de roubo.

“Não existem crimes perfeitos, mas sim investigações que não são suficientemente perfeitas”, sustentaram os investigadores espanhóis.

Agora, um pequeno comentário: que graça teria se as séries fossem totalmente fiéis à realidade?


http://diario.iol.pt/tecnologia/csi-investigacao-ficcao-policia-de-valencia-realidade-tecnologia/974616-4069.html

8 opiniões sobre “As mentiras científicas de CSI

  1. Olá…Tudo Ok??Eu concordo com você, não teria graça se as séries fossem muito fieis a realidade… oque também é impossivél!!! Já que cada episódio só tem 40 min, e ele precisam mostrar uma investigação inteira!!Esse assunto rtenderia um livro ( ou ser’pa que já existe? ), sobre oque é real e oque não é. A série House..tem.. que a proposta é essa!!Até…

  2. Graças a Deus pela licença poética! Em CSI tudo se resolve em pouco tempo e em 99% dos casos, o culpado é preso, julgado e condenado!Se no mundo real fosse assim, as coisas seriam bem mais fácil. Mas passando o “momento-justiceira”, prefiro CSI: Miami aos outros. Acho que deve ser por causa do Caruso. Desde Nova Iorque contra o crime eu gosto dele!bjks!!!Camila

  3. Graças a Deus pela licença poética! Em CSI tudo se resolve em pouco tempo e em 99% dos casos, o culpado é preso, julgado e condenado!Se no mundo real fosse assim, as coisas seriam bem mais fácil. Mas passando o “momento-justiceira”, prefiro CSI: Miami aos outros. Acho que deve ser por causa do Caruso. Desde Nova Iorque contra o crime eu gosto dele!bjks!!!Camila

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s